Helicóptero Pantera do Exército Brasileiro

Helicóptero Pantera

Você conhece o Pantera ?

O helicóptero Pantera está entre os mais rápidos das forças armadas do Brasil. Sua primeira versão foi entregue em 1988 e teve aprovação total pelos operadores. Com o passar dos anos, o Pantera merecia ser cada vez mais inovado. 

 

Origem e avanço

O helicóptero AS 365 K2 ou Pantera, recebido pela Aviação do Exército brasileiro, foi o primeiro a passar por todo o processo de modernização no Brasil, na fábrica da Helibras, em Itajubá (MG). Sua modernização foi bastante significativa, onde este helicóptero realizou vôos por um período de horas.

Utilidades do Pantera

O Pantera tem diversas funções militares, incluindo ações de combate, guerra anti-submarina, guerra anti-superfície, apoio de fogo, transporte aeromédico, busca e salvamento.

A modernização do Pantera

Os mecânicos necessitavam de instruções mais modernas, por isso, uma equipe de Itajubá foi enviada à França para adquirirem o conhecimento necessário para dar continuação na modernização deste helicóptero de eficiência máxima.

Atualmente o exército brasileiro possui um pouco mais de 30 helicópteros Pantera, apesar de serem um dos melhores, também são muito caros para o sistema financeiro atual do Brasil. Entretanto, o programa de modernização contrato pelas forças armadas, obteve bastante apoio, e com as devidas intervenções, chegamos a estas conquistas. O helicóptero terá, após a modernização, um tempo e vida maior que 20 anos, seguindo as devidas manutenções, e segundo a Helibras, os custos foram reduzidos para mais de 30% do valor integral de um helicóptero novo e elevando a performance deste aparelho.

O Exército iniciou em 2016, em especial, com três Pantera K2, sendo dois deles reconstruídos a partir de novas células e o terceiro modernizado de acordo com os estudos feitos pelos mecânicos, mas sempre mantendo suas estruturas principais. Os helicópteros já estão em operação em Taubaté, interior de São Paulo.

Com todo o procedimentos e estudos que foram seguidos, foi gerada uma economia para o orçamento do Exército de aproximadamente 2,9 milhões de dólares, considerando a certificação para toda a frota.

Voando mais alto

Em 2018, após voo de comprovação com autoridade aeronáutica responsável pela certificação, os testes foram realizados em todo o território nacional, chegando perto do fim do experimento, foram identificadas algumas oportunidades de melhoria do projeto. Um dos aspectos que chamou a atenção da equipe do Grupo de Ensaios e Avaliações, o fato de que uma aeronave tão moderna e com tantas capacidades, apresentava restrições à realização de procedimentos, utilizando o sistema de GPS da aeronave. 

 

 

 

A história do Helicóptero

 

fonte

https://www.airway.com.br/

https://www.helibras.com.br/

http://www.eb.mil.br/